sábado, novembro 29, 2003


Jenni Tapanila

quinta-feira, novembro 27, 2003

Viver sem a leitura é perigoso, obriga a pessoa a viver a sua vida. comporta realmente muitos riscos

(Plataforma - Michel Hourllebeq)

ontem fechei o livro e fiquei a pensar nisto.

.......pus-lhe uma mão sobre os seios e a outra no baixo ventre. Arqueou-se e esfregou as coxas sobre o meu sexo.

Acordei na mesma posição, ainda era de noite. Devarinho, abri-lhe as coxas para a penetrar. Ao mesmo tempo, molhei os dedos para lhe acariciar o clítoris. Ao ouvi-la gemer, percebi que estava acordada.Levantou-se e ajoelhou-se na cama. Comecei a entrar nela cada vez com mais força, sentindo que se estava a vir e que respirava cada vez mais depressa. No momento do orgasmo, ergueu-se ligeiramente e deu um grito estridente, a seguir ficou imóvel, quase aniquilada. Saí de dentro dela e deitei-me a seu lado. Então, distendeu-se e abraçou-me; estávamos alagados em suor.
É bom ser-se acordada pelo prazer...disse ela com a mão em cima do meu peito.



Este pedaço de palavras retirado do Livro que estou a ler: Plataforma - Michel Hourllebeq. está aqui por várias razões e uma delas é que me fez lembrar a M e Poemas Foda. estórias que eu gosto muito de ler.

herrar é umano

mas já me custa mais a aceitar que este blogger seja tão humano! tão problemático...
os comentários ficam sempre com o marcador a zero, embora às vezes não devessem estar. e assim acontece...

quarta-feira, novembro 26, 2003

vou atracar o barco e tentar proteger-me do frio.
abandonar este amigo intímo chamado vento norte. fumo aspirando para dentro o fumo como se fossa a tristeza um ponto de partida. desnorteada sem vento, fecho os olhos.

terça-feira, novembro 25, 2003

Voluntária

sentada. tento aquecer os pés nesta sala fria. espero. e faço quantas outras pessoas esperar.

tenho quase que me anular.

difícil para uma egocêntrica aérea de mim, mesmo que não faça nenhum sentido esta frase ou tudo isto.

depois o vício entra em mim. e o hábito é difícil de quebrar.

mas hoje vou tomar um banho quente e ser luxuosa

__________________________________________e o tempo não vai dizer mais escuta.

...

sem arrepios. sem palpitações. sem vestidos estampados. sem frio. sem choques. sem palavras

com um saiote solto entrelaçado na serenidade.

bailar

cansada. olheiras. olhar febril. reter a pouca energia que sinto. e eis que a papoila quase me põe a dançar...
quantas vezes dancei esta salsa! com tanta liberdade, com tanto riso estampado.